um expresso, por favor

cafe

Sérgio e Rômulo no quiosque do Curto Café

Quantos expressos você já tomou na sua vida? E de quantos você consegue lembrar? Na correria diaria, muita gente toma café procurando ficar acordado ou disposto. Um café, a conta, e acabou. Acontece que no meio desse turbilhão de cafés sem graça nenhuma, surge o Curto Café. Garanto que a experiência que envolve visitar o quiosque do Curto, no Terminal Menezes Corte, vai te alegrar mais que um expresso duplo. Ainda tem dicas para sua startup ou empresa!

(Antes de mais nada, essa a minha versão do que é o Curto Café, e como o Gabriel Magalhães diz “O legal é que cada um tem sua versão da história, do que é o curto e tal… Não existe algo único e certo, e sim a beleza que cada um enxerga”)

O Curto Café é um quiosque que tem como foco café gourmet de alta qualidade a preços baixos. Além de expressos, vendem água, capuccinos e o café gourmet produzido por eles, nos sabores cítrico, amendoado, chocolate, entre outros. O meu favorito ainda é o amendoado. O legal é que esse café não é aromatizado, nem nada. Esses “sabores” surgem de acordo com o ponto da torra, super interessante.

O quiosque fica em frente ao Burger King no Terminal Menezes Cortes, centro do Rio de Janeiro.  Não acho que seja o melhor ponto, já que fica afastado do caminho dos passantes do terminal e não tem placa. Apesar disso, o quiosque virou um ponto de encontro de clientes, mas prefiro dizer que mais que clientes, eles são como amigos, membros de uma familia.

Para construir essa dinâmica de comunidade, os sócios fazem questão de comunicar para cada cliente novo o que a empresa faz(apesar de parecer óbvio para alguns), contam toda a cadeia de produção e curiosidades. Aproximam o cliente do negócio, arrancam opiniões e sugestões, colhem feedback na hora. Assim, quando esse cliente volta, ele faz essa ponte com o novato.

Para o novo visitante, o espaço parece estar sempre cercado por amigos, apesar de todos estarem apenas tomando café. O clima é diferente, as pessoas se cumprimentam e trocam ideia, cada cliente é acolhido como da família. Além de consumir, eles também ajudam: compram leite, fazem café, lavam louça, e levam encomendas. Eu mesma fiz 2 expressos, cappuccino, espuma de leite. Aliás, to esperando para ver o vídeo que o Sergio Kienteca fez desse momento, hein! 😉

O Curto é um espaço colaborativo, de cocriação e de experimentação. Todo mundo pode dar uma ideia nova, é só levar e testar no Curto Café. “Não falta design thinking aqui”, disse o Rômulo Martinez, um dos sócios. Pelo menos eu acho que é sócio. Tô enganada, pessoal? Um bom exemplo disso é a plataforma de crowdfunding que criaram usando uma garrafa de vidro, um adesivo com a meta e pronto. A ideia surgiu quando um dos clientes perdeu um daqueles fones de ouvido maravilhosos, que isolam os ruídos externos e eles quiseram pagar um nove para ele. Tem plataforma mais simples que essa?

Plataforma de crowdfunding do Curto

Mas como eles mantem a empresa lucrativa vendendo cafés tão bons a preços tão baixos, me pergunto. Rômulo conta que eles conhecem e acompanham toda a sua cadeia de atuação e esse é o maior trunfo do Curto Café: “empresas tentam cortar custo e acabam diminuindo a qualidade. Não fazem isso de propósito, fazem porque desconhecem a sua cadeia e o cliente final”. Ficam as dica para quem tem ou está começando uma empresa/startup.

Anúncios

2 pensamentos sobre “um expresso, por favor

  1. Oi, Ivana. Muito bacana ver você interagindo desta forma…
    Interessante é que, se talvez não fosse a “linguagem de negócios”, sairia daí algo mais poético e lindo ainda!!! Estou quase dizendo: “solta a franga, Ivana”! (no sentido de liberta-se de “clientes”, “negocio”, “sócio”, “lucro”, “consumidor”…. Tem tanta palavra mais linda que fluem da sua alma!!! rs
    Mas, como tudo, talvez seja esta uma das versões que vc tem sobre a atividade… E, acredito eu, cada um de nós tem várias versões de uma suposta “mesma coisa”, variando a cada instante em função das experiências e interações…
    Beijos e espero encontrá-la outra vez lá e, quem sabe, com mais oportunidade de conversa com você. Bjs

    • Sergio, Obrigada pela visita!
      Realmente pode ser mais poético esse post, né?
      Poético combina mais com o Curto Café!
      To trabalhando bem pertinho do terminal, mas sempre na correria. vamos ver se essa semana eu dou um pulo por lá para fazer uma visita 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s